Monday.com recebe aporte de $150 milhões em rodada de investimentos e se torna a maior startup de Israel

A
A

Israel tem sua nova startup mais valiosa: a plataforma de gerenciamento de projetos Monday.com.

Monday.com anunciou nessa terça-feira, 30, que recebeu 150 milhões de dólares em uma rodada de investimento série D, liderada pela Sapphire Ventures. A rodada mais do que triplicou o valor da empresa, que foi de $550 milhões para $1.9 bilhões em apenas um ano – fazendo da Monday a startup mais valiosa na categoria de software de trabalho e a mais valiosa de Israel.

“O mundo está se digitalizando, e as pessoas estão procurando por jeitos melhores de fazerem o que fazem”, diz o cofundador Roy Mann. “Essa é uma oportunidade enorme.”

Fundada por Mann e Eran Zinman como Dapulse em 2014, a Monday se tornou uma das líderes em softwares para trabalho que ajudam equipes a acompanhar projetos e a designar tarefas à pessoas e grupos, categoria conhecida como “gerenciamento de projetos”. Por volta de 80 mil empresas usam a Monday hoje, comparada às 35 mil de um ano atrás, e isso inclui empresas como Philips, WeWork e Wix.com. Mais de metade dos usuários mensais acessam e interagem com o software da Monday todos os dias, de acordo com Zinman. A Monday.com promete terminar esse ano com mais de 150 integrações com outras plataformas de trabalho.

“Nós queremos conectar tudo à Monday”, diz Zinman. Ele credita as integrações da Monday com outros aplicativos e a loja de colunas, que permite que usuários importem outras customizações para o fluxo de trabalho, como duas das razões para seu crescimento exponencial nos últimos meses. “Isso faz de nós uma verdadeira plataforma para construir qualquer ferramenta que você queira.”

Na Sapphire Ventures, o diretor geral Nino Marakovi disse que depois de acompanhar a Monday por vários anos, o crescimento fez com que sua empresa não pudesse mais resistir. Para a Sapphire Ventures, a Monday resolve grande parte dos trabalhos que não são facilmente padronizáveis e atendidos por outros softwares existentes (o maior parceiro limitado da Sapphire Ventures é a SAP). “É como se fosse uma corrida para ser o centro da gravidade onde você passa maior parte do seu tempo”, ele diz.

O aporte à Monday, no entanto, foi agora muito mais caro do que há alguns anos, para os investidores anteriores. A avaliação da Monday em $1.9bi vem do crescimento anual da sua receita de $18 milhões para $50 milhões em 2018; e para previstos $120 milhões em 2019. Além disso, sua carteira de clientes praticamente dobrou. “Por uma perspectiva de crescimento e receita, esse é um ativo (asset) bastante único”, diz Marakovic.

Monday.com's software helps track individual tasks and assignments for work projects.
O software monday.com ajuda a acompanhar tarefas individuais e a designa-las para equipes trabalharem em seus projetos.

A Monday é a agora a empresa privada de tecnologia mais valiosa baseada em Israel, de acordo com a CB Insights. Ainda que outros negócios fundados ou co-fundados em Israel tenham valor maior (como a Compass, Houzz, Lemonade, Tanium e WeWork), estes estão localizados nos Estados Unidos. Em Israel, a Monday está a frente da fábrica de softwares Infinidat, avaliada em US $ 1.6 bilhão, e da empresa de tecnologia de propaganda ironSource, que possui receita muito maior.

No mercado de produtividade, gerenciamento de projetos e softwares de trabalho, a Monday é a agora uma das mais valiosas empresas em todo o mundo. Sua avaliaçÃo em 1.9 bilhão de dólares supera os US$1.5 bilhão alcançados pela rival Asana, em novembro, e a coloca à frente de outras startups populares, como a Airtable (avaliada em mais de US $ 1 bilhão) e a Notion (avaliada em US $ 800 milhões).

Com o investimento, a Monday planeja entrar no dia a dia de seus usuários com mais integrações – seus fundadores esperam mil até o final do próximo ano – enquanto continua a adicionar recursos como ferramentas de compliance para os contratantes do plano “Enterprise”, com milhares de usuários. A empresa, que emprega 265 pessoas, em Tel Aviv e em Nova York, acabou de lançar a plataforma nos primeiros idiomas não-ingleses, como Português, Espanhol, Alemão e Frances. Eles planejam elevar sua organização de vendas com o investimento para fazer mais negócios do tipo “mais de um milhão de dólares”, incluindo contratações nos EUA. “Temos muito a provar lá”, admite Zinman.

E a Monday planeja voltar ao mercado com suas publicidade mais ousadas – ou irritantes -, dependendo de pra quem você pergunta. Uma campanha publicitária em vídeo e off-line de 30 segundos destinada a metrôs e estações da cidade de Nova York e outdoors na área da baía de São Francisco recebeu elogios da indústria de marketing. Uma pesquisa no Twitter, no entanto, gerou muitas respostas menos entusiasmadas. “Fui assombrado pelos anúncios do YouTube da Monday.com nos últimos 18 meses”, reclamou um usuário do Twitter em junho. “Apenas duas coisas são certas na vida: a morte e os anúncios da Monday”, outro twittou em julho. (“Vimos um grande crescimento do nosso site e do reconhecimento da marca”, diz Zinman).

Os fundadores da Monday.com afirmam que esse investimento pode ser a última rodada que a empresa levanta antes de uma possível IPO (Oferta Pública Inicial), mas Mann diz que ainda não tem planos específicos para entrar no mercado de ações. Questionado sobre o marco histórico que é se tornar a maior startup local de Israel, os dois fundadores paralisam.

“O valor financeiro não é o que nos faz levantar da cama de manhã; esse é mais um passo do caminho,” diz Mann. “O que nos faz levantar da cama de manhã são os feedbacks das pessoas que ouvimos e que dizem ter descoberto que seus trabalhos podem ser mais significativos em suas vida.”

Essa matéria foi extraída e traduzida da original publicada por Alex Konrad, da Forbes. A Sinergis é empresa parceira da monday.com e oferece suporte 100% em português para a plataforma, além de serviços personalizados de implementação. Faça um teste gratuito, clique aqui!